Pular para o conteúdo principal

Aluna com deficiência intelectual se forma em curso superior no IFBA de Irecê

 

A estudante Maria Vitória da Gama, com deficiência intelectual, colou grau no curso superior de Análise e Desenvolvimento de Sistemas no Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Bahia, Campus Irecê. 

 A cerimônia realizada do tipo de gabinete contou com a presença de outros 08 (oito) alunos/as, que também se formaram. Mas, Maria Vitória, foi entre todos/as uma presença muito marcante, que também ficará na história da instituição. Veja o motivo sabendo um pouco da sua história contada a seguir:

 “Vitória tem uma história de superação. Antes mesmo do seu nascimento adquiriu uma infecção e ao nascer com apenas oito meses teve uma parada cardíaca que a deixou aparentemente sem sinais vitais. Mas após seis meses internada em uma UTI, sob muitos cuidados, Vitória recebeu alta. 

 A sua mãe, a senhora Jeane Gama, foi orientada que devido às tantas convulsões ela possuía problemas neurológicos que poderiam afetar a sua capacidade motora, cognitiva/intelectual, de linguagem. 

 E devido a um quadro de insuficiência respiratória, foi necessário que ela desse entrada inúmeras vezes no hospital e fizesse uso de muitas medicações fortes. 

 Todos os aspectos do desenvolvimento infantil de Vitória não foram dentro do esperado para a sua faixa etária. Apenas em torno dos dois anos ela começou a caminhar e só com mais dois anos era possível compreender o que ela verbalizava (era uma fala de difícil compreensão). 

 O ingresso escolar ocorreu por volta dos três anos e meio. Na escola as dificuldades eram visíveis, tanto comportamentais como na aprendizagem, mas nesse período já aprendeu o identificar as letras, cores e iniciou o processo de alfabetização. Também nessa época iniciou o acompanhamento psicológico, fonoaudiológico e pedagógico. 

 A sua mãe relata que procurou não criar expectativas em relação à Vitória, buscou não forçar nada. Tudo o que viesse seria lucro, mas sempre teve o cuidado de ouvir e esforçar para realizar cada orientação ouvida. 

 Mas nessa época, já era visível que Vitória conseguia ir além do esperado para o seu quadro clínico. Mas o que quadro clínico de Vitória? Ela foi além e mostrou que do modo dela e no tempo dela conseguiria superar o esperado para a sua vida. Com acompanhamento, suporte escolar devido, auxílios e adaptações, Vitória que segundo médicos, não chegaria aos dois anos de idade, concluiu o Ensino Médio, com êxito e sem repetência, mas com esforço, muito esforço mesmo. 

 Em 2015, aos 18 anos de idade, Vitória ingressa no Ensino Superior, no curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia, IFBA, Campus Irecê. 
Ela trouxe relatório médico que indicava que ela apresentava: 
 · Alterações comportamentais ansiosas; 
 · Déficit cognitivo, mnésico (memória) e de atenção; 
 · Dificuldade em abstrações; 
 · Discalculia; 
 · Dislexia; 
 · Incoordenação motora.

 O que isso significou? Que seriam necessárias algumas adaptações e ela se desenvolveria. Nunca tivemos dúvida que ela conseguiria concluir o curso com êxito porque não pensamos deficiência como incapacidade. O nosso foco é no potencial do estudante. 

 Desse modo, toda a comunidade escolar, composta por docentes, técnicos administrativos, colaboradores terceirizados e estudantes foram orientados quanto à condição de Maria Vitória e como tratá-la, para que ela fosse incluída e não sofresse nenhum tipo de discriminação. 

 O Núcleo de Atendimento Educacional Especializado – NAPNE, do Campus Irecê, composto de uma equipe multidisciplinar (profissional da área da educação inclusiva, pedagogos, psicóloga, médico (neurologista), assistente social e técnica em assuntos educacionais (com especialização em Psicopedagogia), trabalharam para atender a estudante durante o seu percurso escolar, orientar os docentes e promover palestras e formação em educação inclusiva para servidores e estudantes.Respeitando o tempo dela, Vitória se desenvolveu e concluiu a graduação. Assim o IFBA, Campus Irecê cumpre o seu papel em promover a inclusão: garantindo acesso, permanência, aprendizagem e conclusão com êxito.” - Narrado por Iza Rocha, coordenadora do Núcleo de Apoio à Pessoas com Necessidades Específicas (NAPNE).

 Iza reconhece o papel importante da família, junto com toda a comunidade do IFBA para esse processo formativo. “Sendo a inclusão um processo coletivo, o Campus Irecê agradece a colaboração dos familiares da estudante, dos servidores docentes, técnicos administrativos, terceirizados e dos estudantes pelo acolhimento a Maria Vitória.” pontua. 

 O Diretor-Geral do Campus, Jeime Andrade, parabeniza Maria Vitória por essa conquista e diz “que se orgulha de tê-la como parte da história da instituição”. Para ele “Vitória, como acostumamos chamar, nos deixa uma importante lição sobre nosso papel na inclusão de alunos(as) com Necessidades Específicas. A percepção do quão longe eles(as) conseguem chegar com o apoio devido”. 

 Fonte: IFBA Irecê



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bahia vence São Paulo e se aproxima do “PELOTÃO” DA SUL-AMERICANA

  Único gol da partida foi marcado por Rossi, aos 77 minutos da segunda etapa Jogando na Arena Fonte Nova, o Bahia bateu a equipe do São Paulo por 1 a 0, na noite deste domingo, e reencontrou o caminho dos triunfos.   O único gol da partida foi marcado por Rossi, aos 77 minutos da segunda etapa. Com o resultado, o Bahia saltou para 14ª posição, com 37 pontos. Agora, os comandados de Guto Ferreira visitam o Flamengo na próxima quinta-feira, às 19h, no Maracanã.   Agora, a equipe abriu seis pontos para zona de rebaixa mento e começa a sonhar com vaga na Sul-Americana, já que tem apenas um ponto a menos que o Atlético-GO, 12º colocado.  O jogo  Logo aos quatro minutos de jogo, Rigoni recebeu na área e soltou a bomba, mas a bola explodiu na zaga e sobrou para Miranda, que tentou empurrar para o gol, mas Luiz Otávio afastou o perigo. Aos 14, Juninho Capixaba recebeu no meio, arrumou para o pé direito, e bateu colocado. Volpi, bem colocado, se esticou para evitar o gol do Bahia.   Seis min

João Dourado: Com 86,8% de urnas apuradas, Di Cardoso vence eleição suplementar

  O candidato a prefeito de João Dourado Diamérson Costa Cardoso Dourado, o "Di Cardoso" (PL), já pode ser considerado vencedor da eleição suplementar ocorrida neste domingo (7). Com 86,79% das urnas já apuradas, o candidato já obtém 6.436 votos [56,81%] contra 4.913 votos [43,19%] de Abimael Dourado Lima Júnior, o Juninho (PSD).   Di Cardoso representava a chapa “Agora é com mais força” e reunia os partidos PL, PSB e PC do B. Di Cardoso havia vencido o pleito de novembro do ano passado, mas teve o diploma cassado, devido ao fato de ter a então candidata a vice-prefeita irregular.   Rita de Cássia Amorim Amaral, conhecida como Rita de Doutor Celso, tinha assumido a prefeitura em menos de dois meses para o pleito. Já a candidatura de Juninho (PSD) foi considerada irregular por conta da situação do seu candidato a vice à época, o ex-prefeito Antônio Rogerio Dourado Vasconcelos.  Uma perícia do Ministério Público Eleitoral teria constatado que a prefeitura, sob gestão de Vasconc

RG Expresso chega a todos os postos SAC da capital e interior

  O RG Expresso, serviço que possibilita ao cidadão solicitar a reimpressão da carteira de identidade sem precisar sair de casa, já está disponível em todos os postos SAC da capital e interior. Ao optar pelo RG Expresso, basta ir ao posto SAC só uma vez, apenas para receber o documento já pronto. Sem o RG Expresso, o cidadão precisa ir duas vezes ao posto SAC.   O RG Expresso é feito online, por meio do SAC Digital. O cidadão solicita pela internet ou pelo aplicativo, e depois agenda dia e horário para buscar o documento no posto SAC escolhido, após o pagamento da taxa de R$ 39,39. Para solicitar o RG Expresso é preciso que a carteira de identidade tenha sido emitida há seis anos, no máximo.   Vale salientar que o RG Expresso mantém a data de expedição da última via solicitada, além da data do novo pedido. O prazo máximo de recebimento é de cinco dias úteis na capital e sete no interior. Em Salvador, região metropolitana (RMS) e interior, todos os 36 postos SAC estão aptos a entregar o