Rui volta a pedir cautela sobre realização do Carnaval no próximo ano

 

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), voltou a pedir cautela sobre a realização do Carnaval de Salvador no próximo ano. Em uma publicação nas redes sociais, o chefe do Palácio de Ondina ressaltou ainda que a “prioridade é a saúde dos baianos”. 

 “Sei da ansiedade dos empresários do Carnaval por uma definição sobre a realização da festa. É uma atividade importante, mas a prioridade é a saúde dos baianos. Não vou decidir de forma antecipada sobre a realização ou não do Carnaval”, escreveu. “Há quase 90 dias não cai o número de leitos de UTI nem o número de contaminados na Bahia. A decisão de autorizar ou não a festa será anunciada quando nos sentirmos seguros”, acrescentou. 

 Sessenta e cinco das 417 cidades baianas estão sem registrar casos de Covid-19 há cerca de 30 dias, segundo dados divulgados pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab). Contendas do Sincorá, no sudoeste do estado, é o município que está há mais tempo sem contabilizar infectados (112 dias).  

 De acordo com os dados divulgados no último boletim, na quarta-feira (8), Marcionílio Souza é a segunda cidade com maior tempo sem registros de infectados pela doença (111 casos), seguido de Itaju da Colônia (102), Boninal (95) e Tapiramutá (92).  A Bahia tem 1.231 leitos ativos para tratamento da Covid-19. Desse total, 410 estão com pacientes internados, o que representa taxa de ocupação geral de 33%. 

 Desses leitos, 507 são de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adultos e têm taxa de ocupação de 40% (201 leitos ocupados). Nas UTIs pediátricas, 26 das 29 vagas estão com pacientes, o que representa taxa de ocupação de 90%. Os leitos clínicos para adultos estão com 23% de ocupação e os infantis com 57%. 
 Por Guilherme Reis e agências 
 Fonte: Tribuna


Nenhum comentário: