Redução de combustivel anunciada pela Petrobras não se aplicará a Bahia

 

A Acelen, empresa que assumiu a gestão da Refinaria Mataripe, antiga Refinaria Landulpho Alves/RLAM, informou na tarde desta quarta-feira (15), através de um comunicado às distribuidoras de combustíveis, que não vai praticar a redução no estado da Bahia. 

A Petrobrás anunciou na tarde desta última terça-feira (14), que a partir do dia seguinte a gasolina teria uma redução de 3,13% , o preço médio da gasolina para as distribuidoras terá uma redução de R$ 0,10 por litro. O valor médio passa de R$ 3,19 para R$ 3,09 por litro. Esses valores serão aplicados em todos os outros estados. 

 Isso acontece devido a privatização da refinaria, que não mais pertence à estatal federal, tornando a política de preço da Refinaria Mataripe independente, consequência também da privatização da RLAM.

 Com relação ao assunto, em nota o Sindicombustíveis Bahia reafirmou que não interfere no mercado e respeita a livre concorrência. 

No plenário da Câmara de Brasilia houveram protestos sobre o assunto, um deles foi o do deputado federal Joseildo Ramos (PT-BA) que protestou sobre o anuncio e as consequências da privatização da RLAM. “Esse é um dos efeitos colaterais das privatizações das refinarias no país. A RLAM é responsável por grande parte da produção de derivados de Petróleo consumidos pelo nordeste. Estamos entregando nossas riquezas e penalizando nosso povo”, criticou. 

Fonte: B NEWS


Nenhum comentário: