Produzidos em Xique-Xique, 40 mil alevinos de tilápia para associações de municípios do Médio São Francisco baiano

 

Com o objetivo de fortalecer a piscicultura familiar e artesanal no Médio São Francisco baiano, a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) entregou cerca de 40 mil alevinos de tilápia para associações comunitárias dos municípios de Bom Jesus da Lapa e Serra do Ramalho, área de atuação da 2ª Superintendência Regional da Companhia, sediada em Bom Jesus da Lapa. 

 Dos 40 mil alevinos, 32 mil foram destinados ao município de Serra do Ramalho, sendo entregues 22 mil para a associação de Palmas e Passos e Boa Vista e outros 10 mil para associação de agrovilas. Os outros oito mil foram destinados à associação de Juazeiro do Corrente, do município de Bom Jesus da Lapa. A ação beneficia diretamente 40 famílias de piscicultores. 

 “Os alevinos serão distribuídos nos tanques das famílias. Lá, a gente cultiva, cria e, depois da produção, usamos para venda e consumo. Economicamente, a piscicultura tem sido boa para nós. Conseguiu aumentar a renda das famílias, que na maioria são de baixa renda. A Codevasf sempre está presente com a gente. Nunca deixa faltar assistência”, diz Tiago Lopes, da Fazenda de Juazeiro do Corrente, de Bom Jesus da Lapa. 

 “Temos vários tanques em nossa comunidade. Estamos nos organizando. Já temos várias pessoas iniciando na atividade. Nossa vontade é que consigamos sempre um suporte da Codevasf e do governo para alavancar a nossa produção. A piscicultura tem sido um grande suporte para as famílias com a renda que é agregada por meio da atividade”, diz Paulo Ramos, da comunidade de Capão Preto, de Serra do Ramalho. 

 “Dentre as atividades de inclusão produtiva apoiadas pela Codevasf na região de Bom Jesus da Lapa, a piscicultura tem sido uma das que mais se destacam, pois tem permitido a produção de peixes em quantidade e com qualidade, tanto para o consumo próprio quanto para a comercialização do excedente, gerando ocupação e renda aos piscicultores e ofertando fonte de proteína animal saudável à população”, comenta Harley Nascimento, superintendente regional da Codevasf. 

 Fortalecendo a piscicultura 

 Os alevinos entregues às associações comunitárias foram produzidos no Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Xique-Xique, vinculado à 2ª Superintendência Regional da Codevasf. 

 “Esse peixamento é uma forma de fortalecer a cadeia do pescado na região, incentivando à criação, como fonte de renda e alimento. A Codevasf segue com ações que fortalecem a piscicultura na região. É bom acrescentar que continuamos com os cursos de beneficiamento de pescado e aproveitamento de sobras, como forma de fechar o ciclo que se inicia com a entrega do alevino e orientações para o cultivo”, diz Isabel Denis, técnica da Unidade de Desenvolvimento Territorial da Codevasf em Bom Jesus da Lapa. 

 Os piscicultores da região de Palmas e Passos e Boa Vista já receberam cursos de piscicultura, totalizando 40 horas, com 15 pessoas capacitadas. 

 “Colocamos os peixes nos tanques, primeiramente no berçário, depois nos tanques de engorda. A cada 30 dias fazemos o acompanhamento e, no final do ciclo, beneficiamos o pescado e também vendemos in natura. Vendemos também para a merenda escolar. Essa ação melhora a vida financeira e a alimentação do piscicultor e traz muito emprego e renda para as famílias da associação”, diz Claudemir Brito, conhecido como Neto, presidente da Associação de Pequenos Produtores Rurais de Palmas e Passos. 

 “A Codevasf é uma grande parceira e tem uma importância muito grande nesse projeto na nossa comunidade porque nos orientou desde a abertura dos tanques, realizando capacitação, doação de alevinos, nos apoiando no aprendizado do beneficiamento, além das orientações para comercialização. Se não fosse a Codevasf, não estaríamos tão capacitados. Também já recebemos mais de 500 mil alevinos, o que nos traz uma economia muito grande no final do ciclo”, complementa Neto. 
 Fonte: Ascom -Codevasf


Nenhum comentário: