México aprova uso de vacina cubana contra a covid-19

 

Segundo o comitê de segurança do país, o imunizante atende aos requisitos de qualidade, segurança e eficácia. 

 O México aprovou na quarta-feira 29, o uso emergencial da vacina cubana Abdala contra a covid-19. A informação foi publicada pela Comissão Federal de Proteção contra Riscos Sanitários (Cofepris) em uma rede social. 

 A autorização do Cofepris faz parte da Estratégia Nacional de Regulação do país e prevê o uso de três doses da vacina. O Comitê de Novas Moléculas deu um parecer técnico favorável ao imunizante cubano. 

 De acordo com o governo mexicano, os especialistas avaliaram prontuários, atestando que a vacina atende aos requisitos de qualidade, segurança e eficácia necessários para ser aplicada na população.

 O México já aprovou dez vacinas, mas fez pouco uso de algumas, como a chinesa Sinopharm. Cuba, por sua vez, aprovou a Abdala para uso doméstico e começou a exportar comercialmente o imunizante para o Vietnã e a Venezuela. 

 De acordo com o portal Our World in Data, pouco mais de 56% da população mexicana está totalmente imunizada. Vacina cubana Abdala De acordo com as poucas informações fornecidas pela ditadura cubana, a vacina Abdala — com a aplicação de três doses — teria a eficácia de mais de 92%. 

 No entanto, a vacina desenvolvida pela ilha não possui autorização emergencial de nenhuma entidade médica reguladora. 

 Fonte: Revista do Oeste



Nenhum comentário: