Equador decreta vacinação obrigatória contra covid-19

 

Fiscalização e as sanções pelo eventual não cumprimento da medida ficarão a cargo dos governos regionais. O governo do Equador decretou, na quinta-feira 23, que a vacinação contra a covid-19 passará a ser obrigatória em todo o país. A medida foi tomada por causa do aumento no número de infecções causadas pelo coronavírus, em meio à preocupação com a variante Ômicron. 

 “Esta decisão foi tomada devido ao atual estado epidemiológico, ou seja, ao aumento das infecções e à circulação de novas variantes preocupantes”, informou o Ministério da Saúde equatoriano. 

 Segundo Rafael Castillo, porta-voz do governo, a nova determinação entrará em vigor “de forma imediata”. A vacinação é obrigatória para todos os cidadãos acima de 5 anos de idade, embora o foco principal seja a população a partir dos 12 anos.

 De acordo com a pasta, o governo tem a quantidade necessária de vacinas para imunizar toda a população do país. 

 Além disso, o Equador também determinou que estabelecimentos como restaurantes, bares, cinemas e supermercados exijam a apresentação do comprovante de vacinação contra a covid-19. O “passaporte da vacina” não será solicitado em postos de saúde, escolas ou locais de trabalho. 

Segundo o Ministério da Saúde, a fiscalização e as sanções pelo eventual não cumprimento da medida ficarão a cargo dos governos regionais. Até terça-feira 21, mais de 12 milhões de pessoas haviam completado o ciclo vacinal contra a covid-19 no Equador — o que corresponde a 77% da população. O país conta com quatro imunizantes disponíveis: Pfizer, AstraZeneca, CoronaVac e Cansino. 

 Nos últimos sete dias, a média é de 510 casos diários da doença no país. O número é 22% maior do que o índice registrado em maio, mês com a média mais alta de casos.

 Fonte: BBC News



Nenhum comentário: